Temos o orgulho de anunciar que o Truth and Tales ganhou o selo de ouro no Mom’s Choice Awards!

O Mom’s Choice Awards é uma plataforma que avalia produtos e serviços desenvolvidos para crianças, famílias e educadores. O Mom’s Choice Awards é reconhecido por estabelecer um referencial de excelência em mídia, produtos e serviços voltados para a família. O Mom’s Choice Awards é um programa dos Estados Unidos, mas já avaliou milhares de itens em mais de 55 países.

Os itens são avaliados pelo Mom’s Choice Awards na qualidade de produção, design, valor educacional, valor de entretenimento, originalidade, apelo e custo. Os avaliadores do Mom’s Choice Awards são interessados nos itens que promovem o bem, que são inspiradores, e que auxiliam famílias a crescer emocionalmente, fisicamente e espiritualmente.

Para que o Truth and Tales fosse avaliado como selo de ouro do Mom’s Choice Awards, o app cumpriu com todos os requisitos citados com excelência, mas podemos citar alguns dos destaques.

Quais os diferenciais do Truth and Tales?

O tipo de história

Podemos começar com a qualidade dos livros: a curadoria do Truth and Tales é feita por neurocientistas, médicos e profissionais da educação que participam de congressos e eventos, estando em constante atualização.

Por isso as teaching stories foram selecionadas para o Truth and Tales: elas contêm importantes elementos que não só ajudam as crianças na alfabetização e no contato com a leitura, mas também auxiliam no crescimento da criança como ser humano consciente.

O Truth and Tales atua no desenvolvimento cognitivo, no equilíbrio emocional com o reconhecimento das emoções, nas habilidades de negociação, além de trabalhar atributos como empatia e percepção.

A narrativa

A narrativa foi pensada para que a criança fosse surpreendida pelos personagens: o vilão que não é malvado, o “erro” que não deu errado, os adultos que não sabem tudo. Pode parecer detalhe, mas com uma infinidade de histórias que trazem essa dicotomia vilão/mocinho, errado/certo, adultos que sabem de tudo/crianças que não sabem nada, os pequenos leitores vão relacionando isso com o que acontece na vida e tomando como verdade.

Os graus de sutileza também é um fator importante no Truth and Tales. Os contos são profundos e a percepção vem em ondas – de forma gradual e aos poucos. A criança que leu os contos aos 5 anos terá uma experiência diferente de quando leu depois aos oito, percepções diferentes. As fichas caem aos poucos e de forma bem específica e pessoal de cada pessoa. A necessidade de cada um é muito diferente, e as teaching stories atuam de acordo com elas.

Por dentro do Truth and Tales

O design é, sem dúvidas um ponto forte do Truth and Tales: além de deslumbrante, foi pensado para uma leitura calma e tranquila, com cores que não super excitam o cérebro das crianças. Tudo isso somado às animações e interações que proporcionam uma experiência rica e divertida.

As mecânicas de jogo também foram muito bem pensadas. Por que não é como um livro normal, onde a criança passa as páginas? Fizemos um livro interativo, onde a criança tem o privilégio de explorar os personagens e o cenário. No começo de cada livro, ensinamos à criança como funciona essa interação de forma que ela nem percebe, e a partir daí, é uma surpresa a cada toque diferente nos cenários do livro. Dar liberdade para que as crianças parem, apreciem, busquem detalhes e coloquem atenção no que estão utilizando foi algo que fizemos questão de trazer para o Truth and Tales.

O Truth and Tales também conta com fonte otimizada para dislexia em todo o app. A ferramenta de karaokê também ajuda com a leitura das crianças que estão em fase de alfabetização. Enquanto a narradora conta a história, as frases aparecem no canto inferior do aplicativo, ficando amarelas quando as palavras são lidas.

Truth and Tales foi concebido e produzido com base nos estudos e pesquisas mais atualizados em relação a games e crianças. O app não foi feito para que as crianças não larguem o celular, afinal, não é recomendado que crianças entre 5 e 7 anos fiquem mais de 1 hora por dia expostas às telas, e entre 8 a 10, 1h30.